Fred Rocha
28 de dezembro de 2015

Quanto mais alto maior o tombo

Em 2010 li o livro de Jim Collins intitulado “Como as gigantes caem”, resultado de uma extensa pesquisa do autor e sua equipe para identificar os pontos em comum de grandes empresas que fracassaram. Para realizar esta análise o autor apresenta vários estudos de caso e afirma que “a marca das empresas realmente excelentes, não é ausência de dificuldades. É a habilidade de retornar dos infortúnios, mesmo das piores catástrofes, mais forte do que antes”.

As indagações de Collins nunca foram tão atuais. Gigantes do varejo estão abrindo falência e afinal quais são as causas mais comuns para o declínio? É possível reconhecê-las com antecedência? Como e até quando é possível revertê-las? Para responder a essas perguntas Collins definiu estágios do declínio sendo que o primeiro é o excesso de confiança originada pelo sucesso, mas o passado não garante um futuro brilhante a ninguém.

A busca indisciplinada por mais é o segundo estágio. Quando a organização cresce mais rápido do que sua habilidade de preencher os lugares com as pessoas certas, está cavando a própria cova. O terceiro estágio é negação de riscos e perigos, atribuir as causas dos problemas ao mercado, concorrência, azar… ao invés de procurar entender o que está acontecendo. A luta desesperada pela salvação: o declínio já é visível e a pergunta é, como a liderança irá responder? Líderes em empresas neste estágio devem se voltar para a calma, clareza e abordagem focada. É preciso ser rigoroso com o que não fazer. E o quinto e último estágio criado por Collins é a entrega a irrelevância ou morte. O vigor financeiro já acabou, as melhores pessoas já partiram para outra. Só resta ser adquirida, fechar as portas ou continuar na insignificância.

Eu acrescentaria um sexto estágio, a necessidade de se readequar para sobreviver no mercado. A Blockbuster anunciou na semana passada que sua franquia vai fechar suas 300 lojas restantes nos EUA em janeiro de 2014. Em 2004 a Blockbuster tinha mais de 9 mil lojas de varejo em todo o mundo, mas foi perdendo cada vez mais mercado, principalmente com a popularização de serviços de vídeo via streaming, como o Netflix. O custo de operação e valor empreendido para manter as lojas físicas se tornou completamente inviável na atualidade. A intenção é aproveitar a força da marca para reforçar a presença no meio digital, o mesmo que o derrubou.

Apesar do reposicionamento e recuo necessário e estratégico da marca, de qualquer forma a Blockbuster representa uma época que passou e não vai voltar mais. Época onde a experiência de consumo e a velocidade para adquirir um produto era outra. Hoje o consumidor é outro e sua demanda também. O mercado físico e virtual já são um só e quem não se adequar à nova realidade do consumo/consumidor está fadado ao declínio.

Para Collins “sucesso nada mais é do que fracassar, e se levantar mais uma vez, infinitamente.” Para mim atualmente o conceito de sucesso está diretamente ligado ao poder de ativação de mudanças. O empresário que não estiver disposto a mudar e se readequar ao mercado constantemente, certamente não sobreviverá as transformações que são naturais e inevitáveis. A escolha é sua: vai despertar ou se conformar com o fim?

Fred Rocha

 

About this author

0 comments

There are no comments for this post yet.

Be the first to comment. Click here.

Fred Rocha
 
Talvez o aplicativo Uber precise acabar, extinguir, encerrar atividades… para quebrar...
 
Por: Fred Rocha Nicho de mercado pode ser definido como um segmento com características...
 
Por: Fred Rocha   Apesar de serem duas características distintas, acredito...
 
Pretensão minha…. Sorry kotler, Changing times. Para quem tem loja há um...
 
Acabo de completar 40 anos de idade e nada, absolutamente nada...
 
Era uma vez um empresário que acompanhava atento tudo que saía...
 
Em 2010 li o livro de Jim Collins intitulado “Como as...
 
Até poucos anos atrás era possível perceber a diferença em relação...
 
O Natal costuma ser a melhor data para vendas do varejo...
 
Atualmente estamos vivendo um ciclo preocupante. Atendo como consultor várias empresas...
 
A empolgação faz parte de qualquer grande ideia, mas é preciso...
 
Você já observou o quanto tanto as empresas quanto as pessoas...
 
Dia 27 de novembro acontece mais uma edição da Black Friday,...
 
É impressionante como o ser humano tem dificuldades para perceber certas...
 
Que a vida no interior e na capital são bem diferentes...
 
Nós queremos funcionários ou empreendedores dentro das nossas empresas? Analise comigo,...
 
Ontem eu sai para tomar um sorvete com minha família e...
 
Como consultor tenho tido muito contato com empresas de diferentes tamanhos...
 
O varejo é um dos setores mais atingidos pela instabilidade econômica...
 
Inovação: o céu é o limite A palavra inovação está na...
 
“Vender” segundo o dicionário, é o ato de “alienar ou ceder...
 
É impressionante o que um pensamento seja ele positivo ou negativo...
 
As relações hoje são movidas por interesse, profissional ou pessoal. Claro,...
 
Some title Some author
Some excerpt
Talvez o aplicativo Uber precise acabar, extinguir, encerrar atividades… para quebrar...